• 265 22 7000 / 925 699 600
  • geral@doutordent.pt

Category ArchiveUncategorized

Exodontia – Extração

A Extracção Dentária vulgo Exodontia, é hoje em dia um procedimento simples e sem dor.

É utilizada em último recurso, quando o dente não tem outro tratamento possível ou quando o cliente autoriza de livre vontade a sua extracção.

Para uma avaliação completa do seu caso,ligue para o 265 22 7000 e marque já uma consulta.

Cheque Dentista

A Doutordent tem como valor central a prestação de serviços de medicina dentária de excelência e como missão torná-los acessíveis a todos visto a saúde oral ser de grande importância para alcançar uma vida saudável.

Com essa missão em mente, a Doutordent entrou em parceria com o SNS no Programa Nacional De Saúde Oral sendo uma das clinicas escolhidas pelo Ministério da Saúde para tratar pacientes do Cheque Dentista.

O que são os cheques-dentista?

Os cheques-dentista são guias que dão acesso a um conjunto de cuidados de medicina dentária nas áreas de prevenção, diagnóstico e tratamento.

Através dos cheques-dentista, o Programa Nacional de Promoção de Saúde Oral (PNPSO) procura avaliar e diminuir a incidência e a prevalência das doenças orais.

Quem pode ser beneficiário destes cheques?

O PNPSO proporciona acesso aos cuidados de saúde oral a quatro segmentos populacionais:

  • Crianças e jovens
  • Mulheres grávidas
  • Idosos

Desde o dia 1 de março de 2016, o PNPSO também abrange:

  • Jovens de 18 anos que tenham sido beneficiários do PNPSO e concluído o plano de tratamentos aos 16 anos;
  • Crianças e jovens de 7, 10 e 13 anos com necessidades especiais de saúde, nomeadamente portadores de doença mental, paralisia cerebral, trissomia 21, entre outras, que não tenham ainda sido abrangidos pelo PNPSO.

Para beneficiar das consultas de medicina dentária, o que devo fazer em primeiro lugar?

Deve dirigir-se ao centro de saúde. O médico assistente pode decidir encaminhá-lo(a) para a saúde oral e, nesse caso, disponibiliza-lhe o primeiro cheque-dentista.

E se o cheque não me for entregue no dia da consulta?

Ser-lhe-á enviado para a sua morada pelo correio ou poderá ser levantado no balcão do centro de saúde ou da respetiva unidade funcional, de acordo com o que combinar com o administrativo do centro de saúde.

Posso escolher o estomatologista/médico dentista?

Os utentes beneficiários têm liberdade de escolha do prestador de entre os médicos estomatologistas e médicos dentistas que constam de uma lista nacional, disponível nas unidades funcionais dos agrupamentos de centros de saúde.

Posso mudar de estomatologista/médico dentista entre consultas?

Não, terá de manter o mesmo médico.

Como ter acesso aos cheques?

  • As grávidas seguidas no Serviço Nacional de Saúde (SNS) e os beneficiários do complemento solidário para idosos utentes do SNS podem ser referenciados, na sequência de decisão do médico de família e com base em critérios clínicos, para consultas de medicina dentária.
  • A triagem das crianças e dos jovens com idade inferior a 16 anos na área de influência das unidades funcionais com higienista oral é feita, sempre que possível, nas escolas, por aquele profissional.

A quantos cheques é possível ter acesso?

O valor dos cheques-dentista e o número de cheques-dentista a atribuir a cada grupo de utentes beneficiários são definidos por despacho do Ministro da Saúde.

Que tratamentos estão contemplados neste projeto?

Estão previstos tratamentos preventivos, restaurações, desvitalizações, extrações, destartarizações e alisamentos radiculares.

Os cheques pagam todo o tipo de tratamentos?

Os cheques pagam os tratamentos que o estomatologista/médico dentista considerar necessário efetuar, desde que incluídos no plano de tratamentos.

Os cheques podem ser utilizados para pagamento de próteses?

Não podem. No entanto, os beneficiários do complemento solidário para idosos têm direito a benefícios adicionais de saúde, que incluem, entre outros, o reembolso financeiro de até 75% da despesa na aquisição e reparação de próteses dentárias removíveis, com um limite máximo de 250 euros, por cada período de três anos.

Devo assinar os cheques?

Sim, deve assinar os cheques para conformar a realização dos respetivos tratamentos.

No caso de criança ou jovem com idade inferior a 16 anos, deve ser a assinatura do encarregado de educação ou da pessoa que, em sua representação, o(a) acompanhe à consulta.

Se não souber assinar, como faço?

Comprova a realização dos tratamentos através da sua impressão digital.

Implantes Dentários

O que são?

Implantes dentários são suportes ou estruturas de metal posicionadas cirurgicamente no osso maxilar abaixo da gengiva.
Uma vez colocados, permitem ao dentista montar dentes substitutos sobre eles.

Para que servem?

Os Implantes Dentários após sua colocação e osseointegração são utilizados para reposição de um ou vários dentes ausentes, com excelentes vantagens como a melhoria do aspecto físico, aparência, segurança em falar e comer, além da autoestima e valorização pessoal aumentadas.

O Método DoutorDent

Normalmente são colocados numa pequena cirurgia com anestesia local, a mesma que é utilizada para restaurar ou tirar dentes.
O tempo que o procedimento demora depende do número de implantes a serem colocados, mas é igual senão menor ao tempo de uma consulta de rotina da clínica dentária.

Gengivite

A gengivite é uma inflamação que ocorre na gengiva, decorrente da falta de uma eficaz higiene oral.Causada pela irritação provocada pela placa bacteriana, a sua principal característica é a alteração da coloração da gengiva.

De um vermelho claro e brilhante, a gengiva adquire a coloração avermelhada intensa e sem brilho.Outras características são a sensibilidade mais intensa na gengiva e o seu sangramento.A gengivite é a doença periodontal mais comum, estando associada à presença de placa bacteriana na região da margem gengival.

Dúvidas? Envie-nos um e-mail com a sua questão para geral@doutordent.pt ou ligue para o 265 22 70 00

Selante Fissuras

Este tratamento destina-se a proteger as superfícies oclusais (mastigatórias).As fissuras das superfícies oclusais dos dentes podem reter resíduos alimentares, facilitando o aparecimento de placa bacteriana e cáries.Os selantes de fissuras são aplicados nos dentes das crianças para proteger as superfícies oclusais (mastigatórias).

Este preenche as fissuras selando o dente de contactos com bactérias e restos de alimentos, tornando a superfície mais fácil de limpar.Desta forma são um coadjuvante para diminuir a probabilidade de o dente vir a desenvolver cárie.

Dúvidas? Envie-nos um e-mail com a sua questão para geral@doutordent.pt ou ligue para o 265 22 70 00 

Sensibilidade Dentária

sensibilidade dentária resulta da exposição da camada de dentina (camada do dente imediatamente por baixo de esmalte) devido à recessão da gengiva, ficando a raiz exposta na cavidade oral, ou devido ao desgaste mecânico e químico de alimentos ou da escovagem.

Esta sensibilidade é curável, mas para isso é preciso que o médico dentista identifique a causa da mesma de forma a escolher a terapêutica indicada.Desta forma se a causa da sensibilidade for uma abrasão química devido a alimentos ácidos, o paciente deve ser instruído sobre o seu consumo de forma a evitar o seu efeito lesivo.

Se por outro lado a sensibilidade é provocada por erosão química devido a uma má escovagem, o paciente deve ser alertado e elucidado sobre como escovar os dentes sem provocar este problema.Outras causas como o bruxismo e o excessivo uso de produtos branqueadores podem provocar sensibilidade, podendo ambas com a ajuda de um profissional ser tratadas de forma a resolver este problema de saúde oral cada vez mais comum.Também a aplicação tópica de flúor nos dentes sensíveis é um importante auxilio na resolução da sensibilidade, visto levar a uma remineralização do dente, diminuindo a sensibilidade resultante da erosão.

O mais importante é não ignorar este problema pois a sensibilidade e a erosão podem levar a uma deficiente higiene oral e ao aparecimento de cáries.

Dúvidas? Envie-nos um e-mail com a sua questão para geral@doutordent.pt ou ligue para o 265 22 70 00 

Escovação

Escovar os dentes é um hábito diário que evita a formação e fixação da placa bacteriana que com o passar do tempo se transforma em tártaro e leva à formação de cáries.

 O primeiro passo para uma boa escovagem é a escolha da escova de dentes, que deve ter cerdas macias para não provocar lesões na gengiva.

Também a pasta dentária é um factor importante na escovagem, por isso deve ser escolhida uma que contenha flúor mas não componentes abrasivos. A escovagem precisa ser minuciosa, actuar de forma ampla na boca de modo que elimine toda a placa bacteriana e resíduos de alimentos acumulados nos dentes.

Existem várias técnicas de escovagem envolvendo diferentes combinações de movimentos horizontais, verticais e rotatórios. Na técnica que recomendamos, posicione as cerdas da escova num ângulo de 45º em relação ao dente, em direção à gengiva, fazendo movimentos circulares envolvendo dente e gengiva, assim promoverá limpeza dentário e estimulação gengival.

 A eficácia da limpeza dos dentes depende basicamente da qualidade da escovação feita pelo paciente, por isso não é necessário fazer força quando escovar os seus dentes.

 Uma vez por dia, à noite antes de dormir, deve ser utilizado o fio dentário antes de se realizar a escovagem.

 Confira a seguir a técnica correcta de escovar os dentes:

 Com uma escova faça movimentos circulares dentro da sua boca, procurando limpar todas as faces do dente e a gengiva. A acção da pasta acontece através da movimentação da escova, por isso não tenha pressa.


 Na parte de dentro dos dentes da frente, use a escova na vertical também com movimentos a partir da gengiva em direcção ao dente.


 Na superfície de mastigação dos dentes use a escova na horizontal com movimentos de vai-e-vem.


 Por último escove a parte de cima da língua. Para que tenha certeza de estar a escovar correctamente, procure escovar os dentes na frente do espelho.

Dúvidas? Envie-nos um e-mail com a sua questão para geral@doutordent.pt ou ligue para o 265 22 70 00 

Fio Dentário

O fio dentário é um importante complemento à escovagem dentária, visto permitir limpar eficazmente as superfícies entre os dentes onde esta não chega. Apesar de parecer difícil de utilizar após poucas utilizações as pessoas conseguem usa-lo de forma rápida e eficaz.

Este deve ser usado antes de se fazer a escovagem, cortando-se cerca de 45 cm ( mais ou menos o tamanho do antebraço) enrolando quase todo num dos dedos médio de uma mão e um pouco no da outra. Depois com a ajuda dos polegares para os dentes de cima e dos indicadores para os de baixo fazer deslizar o fio entre dos dentes até atingir a gengiva.

Após isto limpar o espaço entre os dentes com o fio a realizar um movimento em “C” em redor do dente, tendo sempre o cuidado de não magoar a gengiva entre os dentes. este processo deve ser feito para todos os dentes uma vez por dia ao deitar.

Periodontia

O que é?

Esta doença também conhecida por piorreia, consiste na perda de todos os tecidos de suporte do dente como o osso, gengiva, cimento e ligamento periodontal.

A periodontite é a consequência de uma acumulação prolongada de placa bacteriana e tártaro entre os dentes e as gengivas, favorecendo assim a formação de cavidades profundas entre a raiz do dente e o osso subjacente.

Estas cavidades acumulam placa bacteriana num ambiente sem oxigénio, que estimula o crescimento de bactérias. Se o processo continuar, o osso adjacente à cavidade vai sendo destruído até que o dente fica sem suporte e com mobilidade, podendo levar à sua perda. Alguns factores como o tabagismo, gravides ou diabetes podem favorecer o aparecimento de doenças nas gengivas e por conseguinte da periodontite.

Como tratar?

Desta forma é muito importante que os pacientes, especialmente os portadores destes factores de risco, façam regularmente uma limpeza oral para prevenir ou diagnosticar precocemente esta doença.

Muitas vezes os portadores da mesma apenas a detectam numa fase muito avançada quando o tratamento já não será tão eficaz e alguns dentes já se encontram com muita mobilidade e sem hipótese de se manterem em função na cavidade oral.

Alguns sintomas: Mau hálito (halitose); Sensibilidade dentária ao frio; Pús na gengiva (supuração); Hemorragia durante a escovagem; Genngiva vermelha e inchada; Dentes descarnados.

Envie-nos um e-mail com a sua questão para geral@doutordent.pt ou ligue para o 265 22 70 00 

Endodontia

O que é?

Este tratamento consiste na remoção do nervo que esta localizado no interior da câmara e raiz dentária.É um procedimento feito normalmente quando o dente é afectado por cáries ou fracturas para que o dente não volte a doer e possa ser restaurado.

Método Doutordent

Hoje em dia é um tratamento mais simples e normalmente sem dor que poderá ser feito, dependendo de cada caso, em sessão única, evitando assim várias deslocações à clínica.


Dúvidas? Envie-nos um e-mail com a sua questão para geral@doutordent.pt ou ligue para o 265 22 70 00